Covid-19: governo mantém medidas, mas pede colaboração da população

O governador Belivaldo Chagas prorrogou, por mais 15 dias, as medidas adotadas no último dia 15 de dezembro para enfrentamento à Covid-19 em Sergipe. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 7, após nova reunião com o Comitê Técnico-Científico.

Com a decisão, a ocupação de bares, restaurantes e similares se mantém em 50%. Também continuam permitidos eventos, porém, com 150 pessoas em local aberto e 100 pessoas em local fechado.

De acordo as medidas estabelecidas pelo Governo de Sergipe, durante o período de permanência no estabelecimento, os clientes deverão permanecer predominantemente sentados e fica proibida a utilização de pistas de dança ou a disponibilização de espaços equivalentes.

Em relação às apresentações artísticas, somente são permitidas aquelas de pequeno porte, com até dois artistas, que deverão obrigatoriamente utilizar máscaras durante toda a apresentação.

O governador chamou atenção para as projeções apresentadas pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e disse que se a população não colaborar, poderão faltar leitos para pacientes com Covid-19 nos hospitais do estado.

“Neste ritmo, pelas projeções apresentações pela UFS, é possível que se nada for feito, não apenas pelo poder público, mas pelo povo, a gente pode sofrer uma onda de estrangulamento na rede de saúde, ou seja, não ter leitos em número suficiente para atender a população”, alerta.

Fonte: Portal Infonet

Compartilhar Publicação