Prefeitura fiscaliza bares e restaurantes na Zona de Expansão

Na manhã desta terça-feira, 29, as equipes de fiscalização da Prefeitura de Aracaju, operacionalizadas pela Secretaria da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), reforçaram as orientações e vistorias em bares e restaurantes. O objetivo da ação é assegurar o cumprimento das normas de biossegurança, para enfrentamento ao novo coronavírus, tendo em vista a tendência de maior movimentação ocasionada pelas festividades do final do ano.

A ação integrada da Semdec, por meio da Defesa Civil e do Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Aracaju), visitou estabelecimentos localizados na Zona de Expansão da capital. Houve verificação das normas estabelecidas pelas autoridades sanitárias e recomendações para o funcionamento seguro, durante o réveillon.

Para essa ocasião, permanecem em vigor as mesmas orientações já dispostas no decreto municipal, em que limita a quantidade de pessoas a 50% da capacidade de ocupação do estabelecimento, considerando bares ou restaurantes. Também devem ser respeitadas as regras de distanciamento social, com afastamento de dois metros entre as mesas, e o uso obrigatório da máscara.

Em relação às apresentações artísticas, o coordenador da Defesa Civil de Aracaju, major Sílvio Prado, destaca que o palco deve ter, no máximo, dois ocupantes por apresentação, com o uso de máscara. “As pistas de dança não estão autorizadas. As pessoas devem permanecer, predominantemente, sentadas. Para realizar qualquer deslocamento é preciso que haja a utilização da máscara”, enfatizou.

Nos espaços averiguados, as equipes mantiveram atenção aos recursos disponibilizados para higienização das mãos, tanto na entrada do estabelecimento quanto nas demais áreas. Nesse sentido, deve existir oferta de álcool 70% e a limpeza de mesas e cadeiras, antes da utilização pelos clientes.

O coordenador do Procon Aracaju, Igor Lopes, destaca que o trabalho vem ocorrendo desde o mês de março e ocorre de maneira intensificada durante o mês de dezembro, em razão das festividades típicas do período. “Com o maior fluxo de pessoas na cidade, os estabelecimentos vêm sendo revisitados e as medidas sendo reforçadas, de modo que, unindo forças, possamos ter êxito no combate ao coronavírus”, concluiu.

Fonte: PMA

Compartilhar Publicação