Aguarde, carregando...

Aguarde, carregando...

PSOL propõe “voto crítico” em Edvaldo e “nenhum apoio” em Danielle

PSOL propõe “voto crítico” em Edvaldo e “nenhum apoio” em Danielle

Na manhã desta sexta-feira, 20, o Partido Socialismo e Liberdade em Aracaju (PSOL) anunciou sua posição para o segundo turno das eleições municipais em coletiva de imprensa. O candidato a Prefeitura de Aracaju no primeiro turno, Alexis Pedrão, apresentou o posicionamento da sigla através de nota pública. O documento orienta a militância, eleitores e simpatizantes a nenhum apoio à candidatura da delegada Danielle Garcia (Cidadania).

“É necessário escolher o terreno para as próximas batalhas de nossa cidade. Para seguirmos firmes na luta contra o avanço da extrema direita, para derrotar Bolsonaro nas ruas e para acumularmos melhores posições na disputa política que segue nas ruas, orientamos nossa militância, simpatizantes, amigos e amigas do PSOL Aracaju para nenhum voto na Delegada Danielle Garcia, seja para o voto crítico em Edvaldo, seja para o voto nulo ou branco”, orientou Alexis Pedrão.

O partido afirma ainda que seguirá sendo oposição de esquerda tanto nas ruas quanto na Câmara de Vereadores e Vereadoras, através da atuação de Linda Brasil. “Ela foi a vereadora mais votada da cidade, contando com 5773 votos, e é a primeira mulher trans eleita ao Legislativo de Aracaju. A professora Sônia Meire também teve uma votação expressiva, logrando 3.343 votos, mas ficou na primeira suplência em virtude da legenda”, resumiu a legenda.

A coletiva contou com a presença do candidato a prefeito, Alexis Pedrão, a candidata a co-prefeita, Carol Quintiliano, a primeira vereadora eleita pelo PSOL, Linda Brasil e a primeira suplente, professora Sônia Meire.

Com informações do PSOL

Compartilhar Publicação